BBF CURIOSO

BBF Curioso: Não fuja para a Bolívia – II

Parte II: Butch Cassidy e Sundance Kid; Che Guevara; Klaus Barbie e Cesare Battisti: conheça quatro casos famosos de fugitivos que se deram mal em terras bolivianas

Conteúdo exclusivo BBF Brasil. Plágio é Crime!

Caso 2: 1967 – La Higuera

Segundo relatos da época, um maltrapilho, raquítico, doente e de cabelos e barba compridos não reagiu à ordem de prisão, e de costas para os militares ergueu as duas mãos em rendição. Em vão. Foi alvejado com tiros, caiu morto, e teve as duas mãos decepadas. O homem que parecia Jesus Cristo, segundo os moradores do vilarejo de La Higuera, era o médico argentino, Ernesto Che Guevara, o braço direito e esquerdo de Fidel Castro durante a Revolução Cubana.

Corpo de Che Guevara em Vallegrande. Reprodução/Acervo CIA Operative/EUA.

Somente em 1997, os restos mortais de uma das 100 personalidades mais importantes do século XX, segundo a revista Time, foram encontrados numa cova em Vallegrande, 50 km de La Higuera. Eu estava na Bolívia naquele épico momento, e havia jornalistas de várias partes do mundo, familiares de Che e representantes do governo cubano. Havia muita euforia. Um dos filhos de Che, ministrou uma palestra na Universidade de Cochabamba. Na ocasião, eu ganhei de presente uma réplica de um quadro pintado pelo irmão de Che, onde há um poema. Tenho até hoje. Atualmente, os restos mortais e as mãos de Che estão enterrados em um mausoléu em Santa Clara, em Cuba.

Rota boliviana percorrida por grupo guerrilheiro sob comando de Che Guevara, em 1967 (linha ponteada). Reprodução/ Augusto Starita – Wikipedia English.

Este pôster de Che, que ganhei de presente na Bolívia, me acompanha há 20 anos. Até para a Suécia, ele já foi! Foto: Bárbara Fontes/Acervo Pessoal.

Falar de Che sempre será polêmico e dividirá opiniões. Sempre haverá o famoso relatório da CIA que o apresenta como um assassino impiedoso e terrorista perigoso. Sempre haverá a história de um cara que viajou por todo o continente sul-americano e viu com os próprios olhos a dura vida de campesinos e trabalhadores. Ele viu a miséria e a opressão dos governos locais – servos das grandes potências mundiais. A luta armada, naquele cenário político em que se encontrava a América Latina, era a única solução para os que não aceitavam os governos ditatoriais. E sempre haverá um fato inquestionável: Che foi morto sem o direito de um julgamento justo. Ao matar Che pelas costas, no fatídico dia 8 de outubro de 1967 – um homem que já estava à beira da morte -, os militares bolivianos e a própria CIA, o tornaram imortal.

Em 2013, eu ministrava aulas de Espanhol e tive um aluno – um senhor -, que me contou uma história intrigante: ele conheceu Che Guevara em Cáceres, quando este seguia para a Bolívia na década de 1960. Também é de conhecimento público, o depoimento do professor Carlos Jorge Reiners (já falecido) sobre a passagem de Che em Mato Grosso. É bem provável que ele chegou à Bolívia por Mato Grosso.

Dias atuais

Che Vive! La Higuera se tornou ponto turístico e de peregrinação de fãs e seguidores de Che Guevara. No local há um monumento e um memorial. Foto: Reprodução/Augusto Starita – Wikipedia English.

Matéria exclusiva BBF, publicada originalmente em 15/01/19). Atualizada em 15/05/21). Proibida reprodução. Direitos autorais reservados.

Gostou? Acesse já no BBF Brasil, o TERCEIRO CASO do BBF Curioso: Não fuja para a Bolívia. Está imperdível!

Acesse já no BBF Brasil, o SEGUNDO CASO do BBF Curioso: Não fuja para a Bolívia. Está imperdível!

Faça parte do ‘Amigos do BBF Brasil’ e colabore com a produção de conteúdo independente! Clique na imagem abaixo para mais informações:

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s